A força de um amor

Enny Angelis

Contato: enny-angelis@outlook.com

 

 

Traduzir página Web de:

 

 

 

- Jú aquela não é a Lorena irmã da Laura?

“Nesse momento o coração de Juliana dispara, sentiu renascer uma sensação de sentimentos que pensou ter esquecido e que nunca sentiria outra vez”.

- Onde?
- Ali perto da janela conversando com um garçom, acho que está pagando a conta.

“Juliana olhou rapidamente para onde Michelle lhe mostrara, e ao confirmar que era mesmo Lorena falou para si mesma: “Nossa como ela está linda”.

Lorena estava de vestido tomara que caia branco e com uma trança de raiz no cabelo”. Juliana estava sentindo as mesmas sensações que sentira há uma semana atrás, e quase não conseguira responder a irmã se era ela ou não”.

- É, é ela mesma!
- Hum... Ela não foi a nenhum ensaio essa semana...
- Não... Acho que estava ocupada.
- Com o quê? Ela não está de férias!?
- Ah Michelle eu sei lá!

“Juliana já estava nervosa, e tava ficando mais ainda com as perguntas da irmã”.

- Calma... Eu hein!
- Desculpa!

“Nesse momento Juliana percebeu que Lorena estava indo em direção ao banheiro, e como da ultima vez num impulso levantou”.

- Vou ao banheiro...
- Não demora, já vou pedir a conta!
- Tá já volto!

“Juliana saiu e foi em direção ao banheiro pensando: “A história esta se repetindo e eu não vou perder essa oportunidade dessa vez”. Nesse momento Juliana já esquecera tudo o que havia passado naquele dia, só o que lhe importava era ver Lorena, conversar com ela, tocá-la e desta vez sem culpa. Juliana entrou, tinha duas garotas se olhando no espelho e retocando a maquiagem, não viu Lorena então deduziu que estaria em uma das cabines, fingiu arrumar o cabelo. As garotas saíram, ela fechou a porta e se encostou na pia a espera de Lorena”.

- Minha nossa, que susto! Isso já tá ficando repetitivo sabia?

“Juliana riu” – Tem razão, não vou fazer mais, prometo!

- Eu agradeço!
- Mas isso não significa que deixarei de assustá-la de outras formas!

“Lorena olha pra ela e as duas riem”.

- Engraçadinha!
- Você tá linda!
- Obrigada! –“Falou Lorena meio sem graça e pensando porque Juliana estava fazendo aquilo, elas não poderiam, será que ela a estava torturando? Lorena estava sentindo as mesmas sensações como sentira da outra vez, e Juliana percebeu sua respiração ofegante; estavam tão perto uma da outra e Juliana continuava se aproximando ainda mais”.
- Para!
- Por quê? Eu sei que você quer!
- Não, não quero!
- Quer sim!
- Não podemos e você sabe disso!

“Lorena se afastava cada vez que Juliana se aproximava dela”.

- Podemos sim... –“Juliana falava baixo, quase sussurrando e isso deixava Lorena arrepiada”.
- E Nicole? Você não está ai com ela!
- Não! Tô com a minha irmã!

“Lorena dava passos para trás à medida que Juliana se aproximava dela até que encostou na porta”.

- Pare com isso, por favor!

“O perfume de Juliana deixava Lorena tonta, e Juliana sem mais delongas beijou Lorena, um beijo tão sonhado, tão desejado pelas duas se tornara real, e de delicado passara a ser ardente com Juliana passeando sua mão pelo corpo de Lorena... coxa, cintura, seios...”

- Oi... Tem alguém aí?

“Juliana desgrudando do beijo” – OOHH... Mas que droga!

“Lorena entra em uma das cabines e Juliana abre a porta”.

- Desculpa! –“E sai ficando a espera de Lorena”.
- Ei...Ei... Espera!
- Não... Isso não deveria ter acontecido, e você sabe disso!
- Eu terminei com Nicole...
- Como?
- É... Quero dizer ela terminou comigo, não importa já acabou!

“Lorena ficou feliz e ao mesmo tempo preocupada por ter sido a razão da separação de Juliana e Nicole”.

- Ela descobriu sobre a gente, quero dizer sobre aquele dia no banheiro e nossa conversa?
- Não, não... Não foi nada disso. Escuta não dá pra ficarmos aqui, vem comigo! –“Falou Juliana pegando na mão de Lorena e levando-a em direção à saída”.
- Ei... E sua irmã?
- Ah é... Tá vendo como você me deixa? Espera lá fora enquanto eu vou falar com ela, tá de carro?
- Tô por quê?
- Ótimo, me espera lá fora!

“Juliana foi até a irmã inventou que precisava ir à casa de uma amiga e talvez dormisse por lá mesmo, pedindo para a irmã ir pra casa no carro que ela pegava um táxi. Michelle ainda insistiu em levá-la e depois ia pra casa, mas logo Juliana a convenceu do contrario”.

- Resolvido! Vamos...
- Pra onde?
- Pra um lugar mais reservado, me dá a chave eu dirijo!
- Eu não vou pra um motel, se é isso que você tá pensando!
- Tem uma ideia melhor?
- Me devolve a chave, eu dirijo... Entra!
- Tá legal então. Pra onde vamos?
- Verás!

“Lorena liga o carro, mas não sai”.

- Vamos... O que tá esperando? –“Falou Juliana”
- Você colocar o cinto!
- Tá de brincadeira né?
- Não... Enquanto você não colocar o cinto não sairemos daqui!
- Tá...Tá... Tô colocando... Satisfeita?
- Sim... Obrigada!

“Juliana ficava provocando Lorena lhe acariciando as coxas e tentando beijar seu pescoço, mas o cinto a impedia”.

- Para... Eu tô dirigindo, dá pra se controlar aí uns minutinhos!
- Não! Seu perfume me deixa louca!

“Elas riem”

- Ei, aqui é onde sua irmã mora!
- Sim...E eu também moro aqui!
- É que... Deixa pra lá, vamos!

“Elas sobem e ao chegarem Lorena mal abre a porta e Juliana a agarra lhe dando um beijo ardente e abrindo o zíper do vestido, Lorena também tira a blusa que Juliana vestia”.

- Ei... Temos que ir pro quarto! –“Falou Lorena”
- Legal. Vamos!

“Elas se beijam apaixonadamente, Juliana a conduz até a cama acabando de tirar o seu vestido. Lorena desabotoa a calça de Juliana e a tira com uma facilidade e tanto. Juliana deita por cima de Lorena apoiando-se com o cotovelo na cama, desgruda do beijo e olhando-a nos olhos”.

- Você é linda Lorena, como desejei esse momento...
- Então me beija Lia...

“Disse Lorena pegando em sua nuca e puxando Juliana para que a beijasse. Lorena tira o sutiã de Juliana, Juliana toca as coxas de Lorena, sua parte intima, tirando o resto de sua lingerie. Agora completamente nuas, corpo a corpo parecendo um só, se tocando, se sentindo, se beijando, coração acelerado, respiração ofegante. Juliana desgruda do beijo e vai descendo beijando cada centímetro do corpo de Lorena, pescoço, passando a língua em seus seios, e que belos seios, sugando-os, beijando a barriga...”

- Ah... ai... vai... desce!

“Lorena delirava de tanto prazer que Juliana a fazia sentir. Juliana a penetrou com o dedo, beijava e sugava seu sexo estava quase impossível permanecer com ele no lugar com o balanço dos quadris de Lorena”.

- Ahh... Vai... Que gostoso!
- Goza pra mim vai... Goza...

“Juliana ao perceber que Lorena iria gozar aumentou o ritmo, Lorena ora agarrava nos lençóis ora nos cabelos de Lia... Gozou...Estava exausta de tanto prazer e enquanto ela descansava, Juliana foi subindo, a beijando na barriga, seios, pescoço e um demorado na boca. Ao recuperar o folego Lorena puxa Juliana e a joga na cama ficando por cima dela”.

- Agora é a minha vez... –“Disse Lorena sussurrando no ouvido de Juliana”.
- Sou toda sua meu anjo!

“Lorena primeiro desfaz sua trança que já estava toda desarrumada, sobe o olhar de desejo de Juliana, ao terminar dá um beijo demorado na boca da mulher maior lhe acariciando as partes intimas e pressionando o clitóris, vai descendo beija o pescoço, acaricia e chupa os seios. Juliana delira de prazer, passa a língua em sua barriga a beijando em seguida, e depois a penetrando”.

- Vai... Vai mais rápido... Eu preciso...

“Juliana começa a balançar os quadris e pernas sentindo um prazer sem igual”.

- Goza na minha mão, goza Lia... Goza pra mim vai!

“Lorena aumentou o ritmo ao perceber que Juliana estava pra gozar, Juliana estava com a respiração ofegante e gemendo de prazer”.

- Hum... Assim... Ahhhh...

“Ela goza e Lorena retira seu dedo e sobe a beijando de volta na barriga, seios, ombros, pescoço, enquanto Juliana se recuperava, e enfim lhe dando mais um beijo demorado na boca e deitando sobre Juliana e roçando seu sexo no dela, corpos suados e cansados desfrutam varias vezes do prazer de uma paixão. Agora trocando caricias e beijos, abraçadas descansam”.

- Seus olhos são lindos Lia...
- Só os olhos?

“Lorena riu fazendo Juliana rir também”

- Convencida! Você é linda!
- Você é mais!
- Porque vocês terminaram?
- Não vamos falar sobre isso, ok!
- Mas eu que...

“Lia a interrompe lhe dando um beijo demorado e em seguida se levanta puxando Lorena e a levando para o banheiro, beijando-a, acariciando-a, e começando tudo outra vez debaixo do chuveiro. Retornam à cama e adormecem uma nos braços da outra”.

- Bom dia meu anjo, tá na hora de acordar! –“Disse Juliana lhe dando um beijo”.
- Bom dia, que horas são?
- Sete horas!
- Ah não tá cedo ainda!
- Que nada preguiçosa, levanta. –“Falou Juliana levantando e caçando sua roupa”.
- Já vai embora?
- Já! Sua irmã já deve tá acordando... “Olhou ao redor” – Você viu minha blusa?

“Lorena ri”.

- Porque tá rindo?
- Em primeiro lugar, Laura já esta acordada, ela acorda cedo quando tem que trabalhar e em segundo lugar sua blusa tá lá na sala, acho que no sofá...
- E agora?
- Você vai esperar eu me vestir e vamos tomar café da manhã juntas... ok? –“Falou Lorena levantando e se vestindo”
- Mas e sua irmã?
- Não se preocupe ela não vai contar nada pra ninguém, eu já te disse. Espera aqui, vou pegar sua blusa, já volto!



- Oi... Bom dia! –“Falou Lorena sorridente”.
- Bom dia, tá feliz em...
- Tô mega feliz!
- Tô gostando de ver. A Juliana não foi no jantar ontem!
- Eu sei!
- Como assim?
- Espere e veras. Você viu uma blusa verde por aí?
- Humm cheia de mistérios você tá hoje hein! Tá lá no sofá, e por que...
- Vou pegar. Coloca mais uma xícara na mesa. Temos visita! –“Falou Lorena correndo pra sala”.
- Hei... Espera, quem é? Eu hein... –“Lorena não respondeu a irmã pegou a blusa e foi pro quarto”.
- Pega! Não falei? Laura já esta acordada, tá preparando o café. Vamos!
- Fazer o que né? Seja o que Deus quiser!
- Relaxa Lia... Eu hein!

“Lorena pega em sua mão e a leva pra cozinha”.

- Já está pronto, podemos? –“Disse Lorena”.
- Claro... Só vou pegar o... –“Laura se vira em direção a Lorena e ao ver que era Juliana a visita não conseguiu disfarçar sua cara de surpresa terminando sua frase interrompida”.   
– Leite!
- Bom dia Laura. –“Falou Juliana envergonhada”.
- Bom dia Juliana, sente-se, já te sirvo!
- Não, não quero atrapalhar!
- Que nada senta aí!

“Ela sentaram tomaram café e Lorena foi deixá-la em casa”.



“No carro” – Bota o cinto Lia!

- Eu hein, já tô botando... Pronto!
- Agora você vai me contar porque você e Nicole terminaram!
- Curiosa você hein!?

“Juliana contou o que havia acontecido”.

- Entendo! Passei por isso, sei como é difícil assumir que é homossexual, mas chega a hora que temos que tomar uma decisão e uma atitude. Mas ela não tinha o direito de te pressionar ela também devia entender, ela também deve ter passado por isso.
- Ela nunca me contou a respeito, e eu também nunca perguntei. Como seus pais reagiram quando você contou pra eles?
- Nossa... No começo foi uma barra sabe... Eu tinha 17 anos quando contei pra eles, mas foi, foi, até que eles se acostumaram com a ideia, minha irmã me ajudou muito também, ela foi à única que me deu força no começo.
- Hum... Eu tento, mas na hora eu travo, tenho medo da reação deles.
- Sei como é... Chegamos!
- Quer subir um pouco? Aí conversamos mais.
- Tudo bem!
- Vamos então...
- Bom dia Michelle.
- Bom dia Lorena, tudo bem?
- Tudo e você?
- Tô ótima, vocês estavam juntas?

“As duas se olham”

- Eu tava dando uma volta, encontrei a Lia e ofereci uma carona!
- Hum... Bom não vou poder fazer companhia a vocês estava de saída o trabalho me chama, não dá muito lucro mas eu amo! A propósito gostei do apelido. Tchau meninas!
- Obrigada. Tchau, bom trabalho!
- Tchau mana... Quer tomar algu... –“Lorena a interrompe com um beijo”. – Alguma coisa?
- Não. Gostei do apartamento. É seu?
- Teoricamente falando, sim!
- Como assim?
- Tá no nome do meu pai, ele me deu quando resolvi trabalhar aqui no Rio. É ele quem paga tudo aqui.
- Onde seus pais moram?
- Porto Alegre, minha irmã tem um apê lá também, mas prefere ficar aqui comigo.
- Hum...
- E os seus pais, moram em São Luís?
- Não eles moram em Florianópolis, meu pai é medico e minha mãe é engenheira civil, minha irmã cê sabe...
- Quer dizer que preferiu seguir a carreira do pai. Mas porque em São Luís, tão longe?
- Bom, é uma longa história!
- Tenho todo o tempo do mundo.

“As duas riram”

- No meu ultimo ano da faculdade conheci uma garota nos apaixonamos, só que ela morava em São Luís só estava em Florianópolis a passeio, terminei a faculdade e me mudei pra lá, estávamos juntas há dois anos.
- E porque acabou?
- Ela me traiu, peguei-a com outra em nossa cama, por isso resolvi vir pra cá, pra esquecer tudo.
- Você ainda gosta dela?

“Lorena olha pra Juliana e abre um sorriso”. – O que você acha?

- Hum... Deixa-me pensar... –“Fala Juliana se sentando sobre as pernas de Lorena e colocando seus braços ao redor do pescoço dela”. – Não. Você não gosta mais dela sabe por quê?
- Por quê?
- Porque eu fiz você esquecê-la!
- Como pode ter tanta certeza disso dona Lia Cavalcanti?
- Porque é a mais pura verdade senhora Lorena Ribeiro!
- Convencida você hein!
- Lógico eu confio no meu potencial, você não?
- No meu ou no seu?
- No nosso? –“Fala Juliana dando outro beijo em Lorena”.
- Ei... Tamos na sua casa esqueceu?
- E daí meu anjo?
- E se sua irmã volta e nos pega assim?

“Juliana sai de cima de Lorena”.

- Tem razão, é que você me deixa maluca sabia? Ainda mais com esse seu perfume. Que perfume é esse?

“Lorena ri”. – Só o perfume?

- Não, você inteira. Mas qual é?
- Far Away de Avon.
- Hum... Mas você toda é uma tentação sabia? –“Falou Juliana lhe dando outro beijo, Lorena desgruda do beijo”.
- Preciso ir!
- Ah não, por quê?
- A Laura vai precisar do carro.
- Tá legal quando a gente vai se ver?
- Amanhã no ensaio.
- Você vai? Ai que legal!
- Claro. Não vejo mais razão pra não ir, eu não tava indo pra não te ver!
- Imaginei. Depois da nossa conversa da semana passada.
- Deixa eu ir então, beijo até amanhã Lia. –“Falou Lorena saindo e lhe dando uma piscadinha”. 
- Até amanhã meu anjo...

“Lorena retornou pra casa pra entregar o carro pra irmã”.

- Demorou...
- Desculpa. Te atrasei?
- Não. Tenho uma hora ainda.
- E pra que a pressa então?
- Ué... Pra você me contar o babado de ontem menina. Vamos desembucha!

“Lorena ri”. – Você não tem jeito mesmo, eu hein!

“Lorena conta como tudo aconteceu para irmã”

- Não preciso te pedir pra não contar nada pra ninguém né!
- Ai Lorena assim você até me ofende. Claro que eu não vou contar nada pra ninguém.
- Desculpa. Eu sei que você não vai.
- Desculpas aceitas, agora eu preciso ir. 
- Tchau. Bom trabalho!
- Obrigado. Até mais tarde!

“Lorena e Juliana estavam felizes e completamente apaixonadas. Lorena passou a ir a todos os ensaios da peça e elas sempre davam um jeitinho de ficarem a sós. Depois do ensaio Juliana convida Lorena para jantarem”.

- Claro aonde vamos?
- Surpresa.
- Ah não, conta.
- Curiosa você hein?
- Tá bom. Vou só me despedir da Laura.

- Laura vou jantar com a Lia.
- Tudo bem.
- Não vai sair com o Henrique?
- Hoje não, tô com dor de cabeça.
- Quer que eu vá com você pra casa?
- Não, não, pode ir o Henrique vai me levar.
- Então até mais tarde.
- Tchau.


- Algum problema?
- A Laura tá com dor de cabeça, mas vai ficar bem, vamos?
- Claro.

“Elas entram no carro, Juliana liga e antes de sair olha pra Lorena que está de braços cruzados fitando-a com um olhar irônico”.

- Escuta no curso de autoescola não te ensinaram que tem que colocar o cinto de segurança ou você faz isso de propósito?
- Desculpa é que eu esqueço, prometo que não vou mais esquecer. –“Falou Juliana colocando o cinto”.
- É bom mesmo.

“Resolvido o contratempo Juliana a levou ao restaurante onde elas haviam se beijado no banheiro. Elas entraram e sentaram”.

- O que vai querer meu anjo?
- Você escolhe.

“O restaurante estava lotado como sempre, tinha alguns casais dançando. Juliana fez os pedidos e jantaram conversando agradavelmente. Estavam na sobremesa quando começou a tocar Inolvidable de Laura Pausini”.

- Eu adoro essa musica, vamos dançar?
- Na frente dessa gente toda, o que elas vão pensar?
- Nada. Tem varias pessoas dançando.
- Mas não duas mulheres. Me desculpa mas eu não vou não.
- Tudo bem. –“Falou Lorena decepcionada, Juliana percebe”.
- Lorena?
- Hum. –“Respondeu sem olhar pra ela”.
- Olha pra mim meu anjo.
- O que é? –“Falou Lorena agora a olhando”.
- Não fica assim, é que...
- Você tem vergonha, medo do que as pessoas vão pensar, falar sobre você estar dançando com outra mulher.
- Não... Eu não sei... É você tá certa, me desculpa.
- Eu quero ir embora.
- Você está com raiva de mim não é mesmo? – “Falou Juliana depois de pedir a conta”.
- Não.
- Tá sim, eu tô vendo.
- Não, eu não tô. Eu entendo sei que... –“Parou de falar quando o garçom chegou com a conta, Juliana pagou, elas saíram e continuou quando estavam à espera do carro”.
- Como eu tava dizendo, sei que é difícil, mas você não faz um esforço.
- Eu não consigo, na hora eu travo, quando vejo já fiz tudo errado, como fiz com você.
- Não te culpo acredite, fiquei chateada sim, não vou mentir. Sei que é difícil, mas você tem que se esforçar. A primeira parte é você assumir pra si mesma que é homossexual, a segunda é não ter vergonha ou medo do quê as pessoas pensam ou deixam de pensar sobre você ser homossexual, os outros são os outros, o que importa é você, se está feliz com o que você é, deixa eles pesarem ou falarem o que quiserem é só não dar bola que isso não te afetará em nada. –“Parou quando o manobrista chegou com o carro, elas entram e ela continuou”. – E se os desrespeitos forem além do limite, existe justiça para isso, que apesar dos pesares podemos recorrer como ultimo recurso. Somos pessoas como outra qualquer, só porque somos homossexuais não quer dizer que não podemos respeitar e ser respeitados, temos sentimentos.
- Nossa... Tô emocionada.
- Não disse nada demais, apenas a verdade.
- Mesmo assim, me fez rever meus conceitos sobre o assunto.
- Se eu ajudei melhor ainda.
- Ainda tá chateada? –“Perguntou Juliana com um sorriso lindo”.
- Não, não consigo por muito tempo. –“Falou Lorena retribuindo o sorriso”. – Alias meus parabéns.
- Pelo que?
- A mocinha colocou o cinto de segurança.
- Eu prometi que não ia mais esquecer, não foi?

“Lorena apenas riu, Juliana a deixou no apê da irmã e foi para o seu. No dia seguinte Juliana foi trabalhar e quando saiu Lorena estava a sua espera para darem um volta”.

- Como soube que eu trabalhava aqui? – “Falou Juliana abraçando Lorena”.
- Sua irmã. Eu liguei pra ela, ela me fez um monte de perguntas e depois me deu o endereço.
- Você acha que ela está desconfiada?
- Não, tá apenas com ciúmes porque você supostamente prefere sair com uma amiga que conheceu há poucos dias ao invés de sair com ela. –“Falou Lorena rindo”.
- É ultimamente eu só tenho saído com você. Até a Estefany já me disse isso.
- Já que hoje não tem ensaio, aonde vamos?
- Que tal um cineminha?
- Eu topo. E se você quiser amanhã depois do ensaio você pode marcar de sair com a Estefany ou sua irmã, eu deixo.

“Elas riram” – Tudo bem então, vamos?

- Claro.



“No dia seguinte como havia combinado com Lorena, Juliana convidou a irmã para saírem juntas após o ensaio da peça”.

- Pensei que tinha esquecido de mim , só vive saindo com a Lorena.
- Claro que não me esqueci de você. Aonde quer ir?
- Pizzaria, faz tempo que não como pizza.
- Pizza engorda. –“Falou Juliana rindo”.
- Eu sei, mas de vez em quando não dá pra não engordar não é mesmo?
 - Se você diz quem sou eu pra discordar, combinado então.

“Estavam todos juntos conversando depois do ensaio”.

- Gente que tal jantarmos todos juntos?
- Eu combinei de jantar com a Laura, sabe a dois. –“Falou Henrique”
- E eu combinei de ir com a Michelle em uma pizzaria, ela tá com desejo. –“Falou Juliana rindo”.
- Hum e você Lorena?
- Sem compromissos...
- Vamos nós quatro vai ser legal. –“Falou Michelle”.
- Eu topo e você Lorena?

“Lorena olhou para Juliana, que abriu um sorriso a espera de sua resposta”.

- Não sei...
- Vamos vai ser legal. – “Insistiu Estefany”.
- Tudo bem.
- Então é isso... Nós vamos indo. –“Falou Henrique”.

“Henrique e Laura foram ao restaurante, Lorena foi no carro da irmã com Estefany e Juliana foi no seu com a irmã. Na pizzaria estavam todas conversando animadas, até certo assunto entrar em pauta”.

- Lorena você tem namorado? –“Perguntou Michelle”.

“Juliana olha para Lorena, assim como Estefany, Lorena riu ao perceber o nervosismo de Juliana”.

- Não. Você tem?
- No momento não, mas estou à procura, tá difícil encontrar o príncipe encantado hoje em dia. E você Fany?
- Não, só alguns namoricos sem muita importância. “Estefany olhou pra Juliana que estava de cabeça baixa brincando com a pizza do prato”. – E você Jú já arrumou alguém? “Estefany já desconfiava que a amiga fosse homossexual, e depois da chegada de Lorena passou a ter certeza. Estefany era jovem, mas era boa observadora e conhecia a amiga que tinha só se chateava por Juliana não se abrir com ela e falar sobre o assunto, a partir de então passou a jogar algumas verdes para ver se Juliana se abriria com ela”.  
- Não. –“Falou séria”.
- Eu sei. Se tivesse já tinha me contado né, sou sua melhor amiga não é mesmo!?
- Então pra que perguntou se já sabia? –“Falou Juliana com o tom de voz mais alto”.
- Calma Jú, foi só uma pergunta. –“Falou Michelle”.
- Desculpa Fany.
- Gente a pizza tá ótima, mas eu vou parar por aqui, não posso engordar muito. –“Falou Michelle fazendo todas rirem, Juliana olhou pro lado”.
- Droga!
- O quê? –“Falou Michelle olhando na mesma direção”.
- Oi Jú, Michelle, meninas.
- Oi.
- Oi.
- Vinícius, quanto tempo. –“Falou Michelle levantando e abraçando o rapaz alto, loiro, pele branca e olhos castanhos”.
- Verdade Michelle.
- Tá fazendo o quê no Rio, não tinha se mudado pra São Paulo?
- Só de passagem. –“Falou Olhando para Juliana”.
- Lorena esse é Vinícius, Vinícius Lorena uma amiga, a Estefany você já conhece.
- Oi tudo bem? “Falou Lorena”
- Bom te ver Vinícius. –“Falou Fany”.
- Senta com a gente?
- Já estávamos indo embora. –“Falou Juliana”.
- Que nada a gente fica mais um pouco, pode ser meninas? –“Falou Michelle se referindo a Lorena e Estefany”.
- Sem problemas. –“Disse Fany”.
- Por mim tudo bem. –“Disse Lorena”.

“Ele sentou ao lado de Michelle de frente para Juliana e Estefany, conversaram um pouco sobre sua vinda ao Rio então Michelle falou”.

- Lorena ele já foi namorado da Juliana, conta para ela Jú.

“Lorena olhou pra Juliana riu e falou”. – É mesmo, conta ai Juliana como se conheceram?

“Juliana olhou pra ela”. – Que cínica. “Pensou” – Já faz muito tempo. –“Falou”.

- Tempos de faculdade meninas, eu vivia dando em cima dela e ela passou um bom tempo me ignorando acho que de eu tanto insistir ela aceitou namorar comigo, mas não durou muito.

“Juliana olhou pra ele com um sorriso irônico disse”. – Você sabe muito bem porque não durou.

“Ele riu sem graça e levantou”. – Bem a conversa tá boa, mas preciso ir, foi bom rever vocês.

- Tchau Michelle. –“Falou lhe dando um abraço rápido”.
- Tchau Jú, foi bom te ver, tchau meninas. –“Falou e foi embora”.
- Credo Jú, precisava ser tão grossa?
- A culpa foi sua.
- Diz ai Lia porque não durou muito? –“Falou Lorena com um sorriso debochado”.
- Eu não, curiosa toda hein?
- Mas eu digo: depois de uns três meses de namoro a Jú pegou ele aos beijos com uma garota eles tavam quase nus dizendo ela e terminou tudo.
- Ah então ele mereceu, fez muito bem Lia. –“Falou Lorena rindo”
- Foi o que eu disse. –“Concordou Fany”.
- Bem vamos. – “Falou Michelle depois de pagar a conta”.
- Vamos. –“Disse Lorena”.

“Elas se despediram, Juliana foi para casa com a irmã e Lorena deixou Fany em sua casa e foi pra sua, ao chegar Laura estava na sala assistindo um filme”.

- Oi. A noite tava boa hein?

“Lorena riu”. – Oh se tava, conheci até um ex-namorado da Lia.
- Mentira. –“Falou Laura surpresa”. – Não ficou com ciúmes?
- Não, mas foi legal, você precisava ver a cara da Lia quando a Michelle me falou que eles já tinham sido namorados.
- E ai o que aconteceu?
- Conversamos mais um pouco depois ele foi embora.
- Eu quero saber dos detalhes, como a Juliana se comportou?
- Ela mal falou e quando falava era totalmente grossa com ele. Michelle disse que o namoro durou uns três meses e tinha acabado porque a Lia o pegou com outra garota.
- Ele era bonito?
- Não era de se jogar fora não. –“Falou Lorena rindo”. - Mas amanhã vou esclarecer essa história direito, dona Lia que me aguarde.
- Uhum faça isso e depois me conte os detalhes. – “Falou Laura rindo”.
- Com certeza. E você e o Henrique como estão?
- Estamos namorando. –“Falou Laura empolgada”
- Grande novidade, disso eu já sei né.
- Tava rolando um lance sim, estávamos nos conhecendo melhor essa coisa toda, mas agora é oficial. 
- Meus parabéns. Bom eu vou tomar um banho e dormir boa noite.
- Boa noite. Vou continuar vendo o filme.

“No dia seguinte Lorena ligou para Juliana elas conversaram por alguns minutos antes dela sair para o trabalho e Lorena não tocou no assunto “Vinicius”, achou melhor conversarem pessoalmente depois que ela saísse do trabalho”.

- Depois que sair do trabalho passa aqui?
- Tudo bem, hoje vou sair 3h30min. –“Disse Juliana já sabendo sobre o que se tratava”.
- Ótimo. Beijos, até mais tarde, vou esperar ansiosamente. –“Falou Lorena sorrindo”.

“Juliana também riu”. – Tenho certeza que sim, beijos meu anjo.

- O que ela disse? – “Perguntou Laura curiosa”.
- Ainda não falei com ela sobre o assunto só mais tarde ela vai passar aqui.
- Hum. Tô indo ao teatro organizar algumas coisas depois vou almoçar com o Henrique e em seguida vou à casa de uma amiga e por fim volto pra casa, está bem?
- Tá com agenda cheia hein. –“falou rindo”. Vou a locadora devolver uns filmes e pegar outros.
- Quer carona?
- Não é aqui perto vou a pé mesmo, vou tomar um banho primeiro.
- Então tchau. –“Deu um beijo na irmã e saiu”.

“Lorena tomou banho, foi à locadora alugou alguns filmes de ação, romance, comédia, passou em um supermercado comprou algumas coisa para almoçar, voltou, preparou a comida... Almoçou, lavou a louça e depois foi assistir a um filme a espera de Juliana. Às 4h15min a campainha tocou”.

- Oi. –“Falou Juliana sorrindo e entrando”.
- Oi.

“Juliana esperou somente o tempo de Lorena fechar a porta e logo em seguida a beijou com cobiça”.

- Tá cada vez mais atrevida hein?  
- Tava com saudades a Laura tá ai?
- Não, e se tivesse tinha visto a cena.
- Nem pensei, mas que importância tem ela sabe sobre a gente. –“Falou Juliana sentando no sofá”. – Tava assistindo o quê?
- Um filme de ação. Quer alguma coisa?
- Quero.
- O quê?
- Você. –“Disse Juliana com um sorriso malicioso”.

“Lorena riu”. – Eu estava me referindo a um suco, um refri, não a esse tipo de “coisa” que esta pensando.

- Nesse caso um suco e de laranja. –“Disse Juliana rindo e fazendo Lorena também rir”.
- Não tenho Laranja, mas tenho um parecido. Vamos lá na cozinha. E você me deve uma explicação tá me ouvindo?
- E qual é?
- O suco é de tangerina. A explicação “Vinícius”.
- “Lia ri”... - Serve. Sabia que você não ia deixa passar barato.
- Claro que não, anda vai falando. –“Falou Lorena pegando o suco na geladeira e dando para ela”
- Tá. –“Bebeu um gole do suco”. O nome dele é Vinícius como você já sabe. Ele vivia dando em cima de mim desde quando entrei na universidade, enquanto tinha outras garotas que daria tudo pra ficar com ele eu não tava nem ai. Ele fazia Engenharia elétrica e eu Administração. Depois de mais ou menos uns seis meses minhas amigas começaram a me pressionar, inclusive a Michelle que já era amiga dele, falaram, falaram e começaram a fazer perguntas, nessa época eu andava mais com algumas meninas e uma delas era a minha paixão secreta, mas ela era hetero, rolou alguns boatos então eu com medo como sempre cedi e aceitei namorar com ele, enquanto eu tava odiando ficar, minhas amigas faziam a festa e as garotas que eram afim dele passaram a me odiar. “Bebeu mais um pouco de suco e continuou”. – Depois da primeira semana eu já queria terminar tudo, comentei com minha irmã e ela me chamou de louca, assim como minhas amigas, ele era legal, divertido, carinhoso, acho que foi por isso que ainda durou por mais tempo, mas quando me beijava era estranho, eu deixava mas não sentia nada. –“Lorena riu e Juliana continuou”. – Enfim o tempo foi passando e ele passou a querer mais, cê sabe sexo, eu o enrolava como podia, até que um dia depois de três meses decidi que ia terminar tudo. Nesse dia à noite cheguei à universidade perguntei por ele e ninguém sabia onde ele tava só sabiam que ele estava lá por que já o tinham visto por lá, enfim comecei a procurá-lo e nada e depois de meia hora desisti, depois falaria com ele. – “Um gole do suco”. – Então fui à sala de vídeo, tinha que testar um dvd, era um trabalho, e qual não foi minha surpresa quando entrei e liguei a luz, ele e outra garota uma das que eram afim dele estavam quase nus agarrados em um beijo, ele ficou sem ação ela começou a se vestir. E eu por dentro tava que não me aguentava de felicidade, não podia ser melhor, um motivo pra terminar tudo, mas me controlei e banquei a histérica comecei a xingá-lo e terminei tudo. A essa hora a garota já tinha saído faz tempo e eu fiz questão de falar bem alto para que algumas pessoas escutassem o motivo do rompimento.
- Menina má você hein?
- E não me arrependi.
- Você negou sexo, ele não aguentou e foi procurar em quem queria como ele. – “Falou Lorena rindo”.
- Foi a mesma conclusão que tirei, mas eu fiquei magoada, ele tinha que ser fiel a mim embora eu não gostasse dele estávamos namorando e ele me traiu oras. –“Falou Juliana com a cara de séria”.

“Lorena caiu na gargalhada”. – Deixa de ser cínica Lia, até parece que você não gostou.
- Gostei, mais fiquei com a fama de corna. Mas foi pior pra ele que ficou com fama de traidor e conquistador barato.
- Ah isso eu concordo não pegou bem pra imagem dele. E depois?
- Alguns romances secretos sem muita importância até Nicole, e no momento você.
- Mas só mulheres ou mais algum homem?
- Só mulheres. Até agora consegui dobrar Michelle isso por que ela tá sempre viajando, mas sempre me pergunta sobre os garotos e eu minto dizendo que no momento só ficantes.
- Sei. –“Falou Lorena a agarrando pela cintura para um beijo demorado”.
- Satisfeita?
- Agora sim, vem.

“Elas foram para sala, Lorena colocou um filme para assistirem, romance Um Quarto em Roma”.

- Eu já assisti esse meu anjo.
- Eu também, mas quero ver de novo com você pode ser?
- Claro, senta aqui.

“Lorena sentou em seu colo e começaram a assistir. Depois de alguns minutos deixaram o filme de lado para se atentaram a beijos mais ardentes, mãos mais salientes que percorriam o corpo uma da outra com ânsia, quando foram interrompidas com Laura entrando no apartamento”.

- Hrumhrum... “Pigarreou Laura ao ver a cena”.

“Elas se separaram imediatamente ao verem Laura na sala, Juliana foi quem ficou mais desajeitada”.

- Me desculpem, mas também no meio da sala... deviam ter ido pro quarto. –“Disse Laura rindo”.
- Verdade, mas culpa foi da Lorena. –“Disse Juliana já mais descontraída”
- Porque minha?
- Meninas a culpa foi das duas e fim de papo. –“Falou Laura interrompendo o questionamento das duas”. – Vai ficar pra jantar com a gente Juliana?
- Adoraria. –“Falou sorridente”.
- Ótimo. Depois vocês continuam de onde pararam, mas no quarto está bem? – “Falou Laura inda para a cozinha. Juliana e Lorena riram e voltaram a assistir o filme, desta vez somente assistiram de fato. Elas jantaram e Juliana acabou ficando e de fato continuaram o assunto interrompido, elas estavam felizes e completamente apaixonadas. Lorena sempre ia a todos os ensaios da peça e sempre davam um jeitinho de ficarem a sós. E foi assim até a véspera da estréia do espetáculo de Laura”.




- Bom gente hoje foi o ultimo ensaio, estrearemos amanhã e os ingressos já foram todos vendidos. Vamos caprichar hein, conto com vocês, boa sorte a todos nós, por hoje é só até amanhã. Oi o que acharam? –“Falou Laura se dirigindo a Henrique, Lorena, Michelle”.
- Tá ótimo amor. –“Disse Henrique”.
- Henrique tá certo, vai ser um sucesso!
- Concordo! – “Disse Michelle”.
- Bem, então vamos temos que descansar que amanhã o dia vai ser cheio. –“Falou Laura”.
- Verdade! –“Concordou Juliana”.
- Amor você tá de carro?
- Tô Henrique, não se preocupe.
- Tudo bem então vou levar a Fany pra casa. –”Disse Henrique dando um beijo em Laura”.
- Vamos Jú, tô cansada.
- Claro Michelle... Tchau meninas!
- Tchau.
- Tchau Lia, tchau Michelle!
- Bom, então vamos também né! –“Falou Laura”.
- Uhum.
- Como você e a Juliana estão?
- Bem. Acho que estou apaixonada. Não melhor, eu estou completamente apaixonada!
- Que ótimo. Mas e quando suas férias acabarem?
- Ainda não conversei sobre isso.
- Mas vocês precisam...
- É eu sei, depois da estreia da peça amanhã vou tocar no assunto.
- Faça isso meu anjo.
- Nossa que dia, tô morta de cansada!
- E eu que fiquei falando e andando de um lado pro outro o dia inteiro!
- Verdade. Vou tomar um banho e me jogar na cama, boa noite!
- IDEM



“No dia seguinte, estreia da peça e o teatro estava lotado”.

- Minha nossa... Minha nossa... Tá lotado!
- Calma Laura, até parece que é a sua primeira vez em um teatro. –“Falou Lorena”.
- De certa forma sim, das outras vezes só dirigia a peça ou atuava, mas hoje é a estreia de uma peça escrita e dirigida por mim. Mas sempre tive esse friozinho na barriga todas as vezes.
- Calma vai ser um sucesso, você vai ver!
- Deus te ouça... Vamos gente tá na hora, 1º ato, vão lá e arrebentem!
- Lia boa sorte. –“Disse Lorena lhe dando uma piscadinha”.
- Obrigada meu anjo.
- Bem já vai começar vamos temos área vip. –“Falou Henrique fazendo Laura, Michelle e Lorena que já estava próxima deles rirem”.
- Vamos. –“Falou Laura”.

“A peça foi um sucesso, Laura estava emocionada com os aplausos em pé do público”.

- Viu eu te falei... Parabéns!
- Obrigada Lorena!
- Vai lá amor agradecer o público te chama.
- Deixa eu ir lá então. Vamos vocês aproveitam e falam com as meninas.
- Vamos! –“Falaram Lorena e Michelle”.


- E aí como nos saímos? –“Perguntou Estefany”.
- Foram ótimas! –“Todos responderam felizes”.

“Juliana e Lorena estavam loucas pra ficarem a sós. Juliana conversou com a irmã, com Henrique, Estefany, agradeceu os elogios inclusive os de Lorena”.

- Gente vou ao camarim trocar de roupa, já volto!

“Lorena percebeu a deixa e inventou uma desculpa”.

- Preciso ir ao banheiro. Henrique segura minha bolsa?
- Claro!

“Lorena foi ao encontro de Juliana no camarim e ao chegar Juliana estava somente de lingerie”.

- Nossa. Assim fica difícil me controlar!
- E quem disse que eu quero que se controle. –“Falou Juliana indo em direção a Lorena a agarrando e lhe dando um beijo macio e delicado, mas intenso, que Lorena correspondeu com a mesma intensidade por alguns instantes até desgrudar do beijo”.
- Ei... Aqui não alguém pode entrar...
- Você tá com medo?
- Tô. Não por mim, mas por você, e se sua irmã ou outra pessoa entra aqui?

“Juliana se afasta”.

-É por isso que eu te amo, sabia!

“Lorena ficou surpresa, Juliana nunca havia lhe falado que a amava, nem mesmo quando faziam amor”.

- Repete isso ai de novo. –“Falou Lorena com um belo sorriso nos lábios. Juliana a agarra pela cintura novamente tirando uma mexa de cabelo que caia sobre seu rosto e o ajeitando atrás de sua orelha e depois acariciando seu rosto e olhando-a nos olhos disse”.
- Eu te amo Lorena Ribeiro. –“E logo em seguida lhe dá um beijo com sofreguidão”.
- Mas o que significa isso?

“Juliana e Lorena se assustaram ficaram imóveis e sem palavras, Michele estava furiosa”.

- Eu tô esperando...
- Calma eu posso explicar. –“Falou Juliana nervosa”.
- É bom mesmo que tenha uma ótima explicação pra essa aberração.

“Lorena após escutar o que Michelle havia dito ficou com raiva”.

- Alto lá, meça suas palavras!
- Você cala a boca. Anda Juliana se veste você vai comigo agora pra casa.
- Não. Eu não vou. –“Falou Juliana já chorando”.
- Ou você vem comigo agora ou eu vou fazer um escândalo... Anda se veste.
- Você não teria coragem.
- Quer pagar pra ver?

“Lorena ao ver aquela situação, achou melhor intervir”.

- Lia acho melhor você ir com ela, depois a gente conversa eu prometo. –“Falou Lorena enxugando as lagrimas de Juliana, Michelle ao ver isso pega Juliana pelo braço as afastando, esperou ela se vestir e a arrastou para irem embora”.
- Fica longe da minha irmã sua imoral!

“Michelle sai arrastando Juliana, elas passam pelos amigos sem cumprimentá-los e Laura percebeu que Juliana estava chorando e desconfiou”.

- Nossa o que deu nelas? –“Falou Henrique”
- Não sei amor. Você viu a Lorena?
- Ela falou que ia ao banheiro, mas já devia ter voltado.
- Hum... Vou procurá-la, já volto!
- Tudo bem.

“Laura saiu à procura da irmã, foi ao banheiro e depois ao camarim onde Juliana fazia a troca de figurino, ao chegar Lorena estava chorando”.

- O que aconteceu meu anjo?
- Michelle pegou Lia e eu nos beijando!
- Por isso elas saíram daquele jeito? Não chora, tudo vai se resolver é só questão de tempo.
- Será? Michelle descobriu da pior forma, há essa hora deve tá enchendo a Lia de perguntas ou coisa pior e eu nem tô lá pra apoiá-la.
- Fica calma. Espera aqui, vou falar com Henrique que você não está bem e que vou te levar pra casa tá bom.
- Não. Não quero atrapalhar, vocês iam jantar juntos.
- Não vai atrapalhar, ele vai entender não se preocupe está bem, já volto.

“Laura vai falar com Henrique”.

- Onde ela tá. Quer levá-la a um hospital eu acompanho vocês!
- Não será necessário, obrigado. Tem certeza que não vai ficar chateado comigo?
- Claro que não amor, pode ir. Ah... toma a bolsa dela.
- Obrigada. Você é um amor, tchau.
- Tchau meu anjo, me dê notícias...

- Tudo resolvido, vamos!

“Elas foram para casa e Lorena estava inconformada por não poder esta com Juliana naquele momento”.

- Mas que diabos era aquilo Juliana?
- Calma Michelle eu vou explicar tudo!

“Juliana contou tudo para Michelle, sobre Nicole, Lorena, sobre ser homossexual. Michelle não conseguia esconder a raiva, a decepção, a surpresa que estava sentindo naquele momento. Ela não sabia o que dizer muito menos o que fazer”.

- Não se preocupa Jú o papai vai pagar o melhor tratamento pra você e vai ficar tudo bem!

“Juliana ao ouvir o que a irmã tinha dito, lhe subiu um ódio uma vontade de esganá-la, porque em pleno século XXI uma mulher viajada, inteligente como era Michelle, ainda pensar que ser homossexual era uma doença”.

- Mas que droga Michelle, eu não tô doente, vê se enfia isso na sua cabeça.
- Mas isso... Você gosta de mulher... sei lá não é muito normal...
- Nunca pensei que pensasse dessa forma, logo você que já viajou o mundo, inteligente, moderna. Eu tinha admiração por você, agora eu sinto ódio, desprezo, decepção...
- Não fala assim eu só queria te ajudar. - “Falou Michelle abraçando Juliana”.
- Me larga, não me toca, porque agora quem tá com nojo aqui sou eu, de você.  E esse tipo de ajuda eu dispenso. - “Falou Juliana empurrando a irmã e saindo e se trancando em seu quarto se jogando na cama e chorando até adormecer”.




- Para de ficar andando de um lado para o outro Lorena, tá me deixando tonta.
- Tô preocupada a Lia não me ligou até agora, e eu não consigo ligar nem no celular nem no fixo.
- Já tá tarde, amanhã você liga pra ela.
- Mas eu...
- Mas nada. Você vai deitar e dormir, amanhã vocês conversam!

“Lorena mesmo sem querer foi deitar, porem demorou a dormir preocupada com Juliana”.

“Juliana acordou 11h30min estava decidida a falar com Lorena, tomou um banho e se vestiu”.

- Onde você pensa que vai?
- Eu vou falar com a Lorena!
- Mas nem pensar...
- Até parece que você vai me impedir. –“Falava Juliana indo em direção à porta”.
- Eu não disse que seria eu.

“Nesse momento os pais de Juliana apareceram saindo da cozinha, Juliana ficou surpresa e assustada”.

- Pai, mãe. O que vocês tão fazendo aqui?
- Michelle nos ligou ontem e nos contou o que aconteceu. Você vai conosco para Porto Alegre, você tem que se tratar! – “Falou Antônio Cavalcanti”.
- Como você pôde Michelle... Eu te odeio, te odeio, te odeio... –“Falou Juliana correndo pra cima da irmã para agredi-la, mas o pai a impede segurando-a”.
- Ela só fez o certo...
- Eu não vou pra Porto Alegre, não vou... –“Disse Juliana já chorando e depois correndo e se trancando no quarto novamente”.
- Jú me deixa entrar... –“Disse sua mãe Fátima Cavalcanti”
- Pra quê? Pra você me chamar de doente como a Michelle e o papai!
- Não. Quero conversar com você, me deixa entrar, por favor...

“Juliana abre a porta, dona Fátima entra senta na cama, Juliana estava chorando”.

- Deita aqui... Como você fazia quando era criança, porque ficava com medo de ir ao dentista e chorava implorando pra eu não te levar.

“Juliana sorriu”.

- Mas não adiantava muito, né mesmo? –“Falou Juliana deitando no colo dela”.
- Era para o seu bem!
- Meus dentes agradecem. –“Falou Juliana rindo e fazendo a mãe rir também por alguns instantes”. – Mãe eu... Eu não quero ir...
- Não fala nada agora tá, fica quietinha ai...

“Fátima acariciava os cabelos de Juliana que chorava, até que adormeceu. D. Fátima também estava confusa com os acontecimentos, mas a preocupação e o amor pela filha falavam mais alto que o preconceito ou a reputação da família, mas estava preocupada e pensando como iria enfrentar o marido, pois Antônio não pensava da mesma forma, só pensava em sua reputação no que as pessoas iriam pensar dele, era um empresário milionário e famoso pelas empresas e dinheiro que possuía”.

“Em casa a Lorena não conseguia parar quieta dormira mal preocupada com Juliana”.

- Se acalma Lorena...
- Como eu vou me acalmar se não consigo falar com a Lia... Eu ligo no celular ela não atende, eu ligo no fixo só dá caixa postal, eu já fui lá duas vezes e o porteiro disse que eu não tinha permissão pra subir. Já são quatro horas Laura.
- Mas ficar andando de um lado pro outro não vai adiantar nada!
- Eu vou continuar tentando...

 

 

 

Continua